Quadrado de Aljubarrota
Quadrado de Aljubarrota
  • Convento do Carmo

    O Convento do Carmo

    As ruínas da antiga Igreja do Convento de Santa Maria do Carmo, foi fundado em 1389 por Dom Nuno Álvares Pereira. Resistiu até ao Terramoto de 1755. A reconstrução iniciou-se em 1756 e foram suspensas em 1834 aquando da extinção das Ordens ...

  • Dona Maria Pia, Princesa de Portugal

    A Legitimada!…Dona Maria Pia, Duquesa de Bragança

      O exílio forçado de D. Maria Pia de Bragança a seguir à sua nascença, constitui um dos mais dramáticos episódios dos últimos anos da monarquia em Portugal. Filha de uma relação extraconjugal do Rei D. Carlos I com Maria Amélia Laredó e ...

  • Cidadania

    Cidadania, o garante da Democracia

      O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, insiste numa união de todos os portugueses para enfrentarmos juntos a difícil tarefa de sairmos da cauda da Europa, que é precisamente o local onde nos encontramos. Todos reconhecemos que o Presidente ...

  • Melanie, a futilidade em pessoa

    Convenção Repúblicana a decorrer nos EUA

    Deus proteja a América e o Mundo Foi a vez no primeiro dia da fútil Melanie Trump discursar. Um conjunto de banalidades copiadas da actual Primeira-Dama. Era perceptível que não pensava o que dizia nem se enquadra no discurso copiado. Eslovena ...

  • Recep  Erdogan

    Recep Erdogan vai conseguindo ampliar poder “chutando estado laico”…

    Recep Erdogan encena… …e faz a depuração, não tarda, o véu será obrigatório Um périplo pelos ‘media’ internacionais permite concluir com muita rapidez que os analistas convergem para um ponto: na sequência do golpe militar falhado de ...

Últimas Notícias

  • O desastre Lula da Silva A História já não poupará este homem pequeno de cultura. Vindo do operariado, chegou a Presidente e, ao sair colocou lá uma "mulher de mão" que agora procurou ordeiramente salvar o protector. Ambos terão um fim feio, esperando-se apenas que não arrastem o país para um desastre ainda maior. Lula transformou-se num pesadelo para tantos amigos que o admiravam e prejudica a imagem do seu país e não só. A Justiça no Brasil vê-se envolvida muito negativamente neste escabroso processo, ao ver um Juíz Federal ( Itagiba Catta Preto Neto ) que nome, figura das manifestações de rua que escutou a ainda Presidente Dilma Rousseff e, não satisfeito pela quebra grave, coloca a escuta na internet. Lamentável. Dois homens e uma mulher que podem arrastar o país irmão para um enorme desastre. Desejamos que o Brasil com uma das classes políticas mais corruptas do mundo, se livre dos três e afugente dezenas de outros sem que um desastre se verifique. [caption id="attachment_1871" align="alignnone" width="150"]Lula da Silva Lula da Silva[/caption] PF

  • O Congresso do CDS vai eleger este fim de semana novo líder, no caso Assunção Cristas. Paulo Portas, político inteligente, culto, dá o exemplo. O ciclo mudou. Pena que o estafado Jerónimo de Sousa (PCP) e Pedro Passos Coelho (PSD) não tenham ainda percebido esse novo tempo e estejam ali na Assembleia da República, constituídos em abcessos da mesma, paralizados, inoperativos e a remar contra a maré. [caption id="attachment_1855" align="alignnone" width="139"]Paulo Portas Paulo Portas[/caption] PF

  • EDITORIAL

    A muito poucas horas do ainda Presidente deixar de o ser, importa uma nota. Nota prévia - Declaração de interesses Nunca votei em Cavaco Silva. Reconheço no entanto que ocupou os cargos democráticamente, isto é, foi eleito pelos seus concidadãos. Isto faz toda a diferença e importa salientar desde já. (Fim de nota prévia). ... Que levou Cavaco Silva a tão grande descalabro? Seguramente o facto de ser um Presidente distante, interessado nos benefícios próprios, rodeado de gente má (erva daninha)... É pavoroso ver as caras de quem o rodeava e rodeou sempre. Interessado nos bens próprios fez negociações de acções do BPN com mais valias extraordinárias, impossíveis de deixar de classificar como "pagamento de favores". Escolheu receber as chorudas reformas ao invés do salário de função e num momento de grande dificuldade no país, apresentou queixas de ganhar pouco... Foi sempre um homem parcial. Saíu pobre da terra e regressa muito rico, este o saldo. Dito isto e pegando na Nota Prévia, faz mal aos portugueses terem tido um Presidente tão mal amado e incomoda mesmo ver como é tratado nas redes sociais e na rua. É um verdadeiro incómodo pessoal. Mas, finalmente chegou o dia da partida que tardava. É um momento de esperança. Estou certo que Marcelo Rebelo de Sousa não vai especular com acções nem abdicar de receber o salário que lhe compete. Estou ainda seguro que vai ser um Presidente próximo e que se rodeará dos melhores e, isso é já evidente. Boa sorte Presidente. [caption id="attachment_1850" align="alignnone" width="150"]Paulino B. Fernandes Paulino B. Fernandes[/caption] PF  

  • Finalmente Portugal pode influir na Europa

    Seguindo-se à Grécia,e antecipando o afastamento de Rajoy em Espanha em Dezembro, Portugal vem agora apoiar as mudanças indispensáveis para salvar a Europa...se ainda fôr tempo disso. Com Renzi em Itália e Hollande em França que já iniciou os movimentos de oposição à política alemã para os países do sul, Portugal vem agora juntar a sua voz para alterar o rumo. O futuro governo do PS sufragado no Parlamento ( recordamos que esta é a sede da política em Portugal - os portugueses não votaram para um Primeiro -Ministro ), finalmente, é possível alterar as políticas seguidas em Portugal que arruinaram o país e criaram um imensomundo de pobreza e desastre social visível nas ruas das cidades principais. Cavaco Silva já tinha acabado e acabado mal, termina agora de forma desastrosa e colado às políticas do seu Partido, sem que a História o possa recordar por algum bom motivo. Lamentável para um Presidente que não percebeu que deveria ser de todos os portugueses e não só de alguns, É a hora do PSD voltar à sua matriz original, acabando de vez com esta corrente neo-híper liberal que nada de bom trouxe a Portugal. PF [caption id="attachment_1407" align="alignnone" width="100"]Director Director[/caption]

  • O Povo votou ontem e exibe as graves mazelas de um Regime nunca sufragado. Imposto pelas armas que derrubaram a Monarquia, com a complacência da maioria dos Monárquicos adormecidos e que temam em dirimir armas entre eles, o actual Regime procura sobreviver entre ondas de choque que o descredibilizam e fazem descrer os portugueses. Que representatividade é esta? Que representa na verdade um Regime que se faz eleger com 4 065 288 votos de abstenção ( 43,07%) a maior de sempre e sempre a crescer, 112 293  votos Brancos (2,09%) e Nulos 86 571 (1,61%) totalizando estes três ítems 46,77% e 4 264 152 votos alhiados do que se passa, descrentes, afastados do futuro que importa. Com 9 439 651 votantes inscritos, votaram 5 374 363, ou seja, apenas 56,93%. Que representa a vitória de quem mais perdeu face a resultados anteriores? A Coligação que ganhou, perdeu imensos votos, perdeu a maioria que detinha e obteve apenas 38,55% do total de 56,93% dos votantes. Não há assim razão alguma para comemorar seja o que for. O que se aproxima é mais instabilidade e gerir o tempo até novas e inevitáveis Eleições um pouco depois das Presidenciais que afastam finalmente um Presidente pouco presente, um Presidente que nunca conseguiu ser de todos os portugueses como deveria. Lamentável futuro. [caption id="attachment_1407" align="alignnone" width="100"]Director Director[/caption] PF

  • [caption id="attachment_801" align="alignnone" width="120"]Portugal Portugal[/caption] Independentemente daquilo que os Partidos nos dizem - As Presidenciais não são para discutir agora - trata-se apenas do que lhes interessa compreensivelmente. Estão preocupados e muito com as Legislativas. Mas, na verdade, aos Portugueses interessa e muito estudar os candidatos para não repetir erros graves e com influência no futuro. Importa que o próximo Presidente seja na verdade alguém capaz de ser independente e não se deixe instrumentalizar pelo Partido de origem. Interessa um Presidente que se orgulhe de servir o seu povo e não troque o salário de função por uma reforma dourada, algo inaceitável e vergonhoso. Não importa que esteja dentro da Lei, sabemos que essas leis feitas à medida servem apenas para justificar o injustificável. Interessa aos portugueses um Presidente exemplo na redução de custos e não um presidente que mantenha uma presidência faustosa, bem mais cara que várias importantes Monarquias. Interessa ainda um presidente que, se tiver já sido político, o assuma por inteiro, ao invés de se "mascarar de não político". Por tudo isto e o que fica por dizer, coloquemos as presidenciais na ordem do dia. PF  

  • EDITORIAL "Em defesa do Juíz Carlos Alexandre" Como Jornalista Independente, livre de tutelas com todas as consequências - e são muitas - compete-me no exercício da minha função de Director de Jornal, clarificar a minha posição. Com efeito, muitas vezes tenho criticado o Juíz Carlos Alexandre no caso José Sócrates. Especialmente pelo tempo de prisão preventiva, a forma da detenção e a continuidade de prisão sem culpa apresentada para julgamento. Mantenho a minha posição, especialmente pela demora. Estamos perante um ex .Primeiro-Ministro que sendo um cidadão como qualquer um, não podemos deixar de considerar "especial " a este nível. É que o problema é o país. Se Sócrates for um Homem inocente, é a derrocada da justiça em Portugal. Se não for inocente, bom, neste caso nem sei o que dizer. Sócrates arrasta paixões, deixou envolver figuras históricas do país... Se não for inocente, além do significado para os políticos em Portugal, deverá ser severamente punido, de forma implacável, pois a sua inocência sempre defendida, agravará a fraude. Mas hoje, quero falar do caso Ricardo Salgado. Lembro aqui que Carlos Alexandre é o Juiz das Liberdades e Garantias. Como especialista de segurança, só posso considerar que Carlos Alexandre visou com a polémica decisão de manter detido em casa Ricardo Salgado, a sua própria segurança pessoal. Acredito que o nível de perigosidade está bem mais na preservação da vida de Ricardo Salgado, do que no perigo de fuga. E a ser assim, estou de acordo, reconhecendo que ao cidadão possa parecer inadequada a protecção à residência em Cascais. Mas é imperiosa num estado de direito. [caption id="attachment_1208" align="alignnone" width="150"]Carlos Alexandre, Juiz Carlos Alexandre, Juiz[/caption] PF

  • Com o aproximar das Legislativas, consta-se que os números exibidos pelas diferentes sondagens não variam no essencial. Principalmente, constata-se que a direita está unida em torno da coligação [caption id="attachment_801" align="alignnone" width="120"]Portugal Portugal[/caption] no governo e o PS que em todas vence, largamente se os Partidos forem considerados isoladamente e com margem de cerca de 3% se se considerar a coligação, tem à sua esquerda um conjunto de Partidos onde não há voto útil favorecendo a direita no poder. No caso do PCP, compreende-se, o "quanto pior, melhor", faz "prova de vida" com a vitória da direita. No caso do LIVRE, admite-se poder vir a ser um apoio do PS. Constituído por pessoas experimentadas, pode na Assembleia vir a ser essencial. Restam o BE que se arrasta numa sobrevivência difícil, sem esperança e sem liderança forte, capacitada e o nóvel PDR de Marinho e Pinto que pode eleger 2 ou 3 Deputados, mas, essencialmente impede a maioria absoluta do PS. Era crucial clarificar a alternativa. O voto útil na actual situação do país era uma exigência crucial. PF