Os Comandos nasceram no Exército Português como forças especiais de contra guerrilha

A criação doas Comandos correspondeu à necessidade do Exército dispor de unidades especialmente adaptadas ao tipo de guerra que, em 1961, começou em Angola e que, depois, se estendeu à Guiné e a Moçambique

O primeiro objectivo que se pretendeu atingir foi: “…constituir uma tropa especialmente preparada para as operações de contra guerrilha…

A história dos Comandos começou em 25 de Junho de 1962, quando em ZEMBA, no norte de Angola, foram constituídos os primeiros seis grupos de combate, daqueles que seriam os antecessores dos Comandos.

Os seis grupos obtiveram excelentes resultados operacionais.

Em 1963 surgiu então, pela primeira vez, a designação de COMANDOS para as tropas instruídas no Centro de Instrução 16 em QUIBALA (Angola).

Em 13 de Fevereiro de 1964, iniciou-se na NAMAACHA (Lourenço Marques) o 1º Curso de Comandos de Moçambique.

1965 – Passa a funcionar em LUANDA o Centro de Instrução de Comandos, criado por decreto-lei nº 46410 de 29 de Junho 65, que formaria Companhias de Comandos durante 10 anos, com destino às Regiões Militares de Angola e Moçambique (RMA, RMM).

1966 – Em Abril, é criado em LAMEGO um novo CI, onde passam a ser formadas Companhias de Comandos para os Teatros de Operações da Guiné e de Moçambique.

1969 – Em Julho, é criado em BISSAU (Guiné) o Batalhão de Comandos da Guiné, que passa a integrar todas as Companhias de Comandos em actuação no Teatro de Operações da Guiné e, simultaneamente , funciona como CI, onde são formadas e recompletadas as 1ª, 2ª e 3ª Companhia de Comandos da Guiné.

04Jul74 – É criado o Batalhão de Comandos nº 11, que fica aquartelado na Amadora, onde são integradas ou formadas as Companhias de Comandos.

25Nov75 – O Regimento de Comandos intervém vitoriosamente e de forma altamente meritória nos destinos político-militares de Portugal, consolidando em definitivo a democracia e a liberdade conquistada em 25 de Abril de 1974 1976 – Nos diversos Centros de Instrução e até 1976, formaram-se um total de 67 Companhias de Comandos, que souberam sempre combater com determinação e valor, em todos os Teatros de Operações

01Out93 – É extinto o Regimento de Comandos 1996 – É ministrado o 99º Curso de Comandos, no Centro de Instrução de Operações Especiais / Lamego 09Maio02.

É reactivada a Unidade de Comandos, de escalão Batalhão a 2 Companhias, sedeada no Regimento de Infantaria Nº 1 – Serra da Carregueira

16Set02 – Início do 100º Curso de Comandos.

01Jul06 – É criado o Centro de Tropas Comandos (CTCmds).

Por Despacho nº 131/CEME/2006 de 26Junho, com base no Anexo ao DL nº 115/2006 (2ª série) de 16 de Junho.

31Mar08 – O CTCMDS é transferido do Quartel do Alto da Vela para o Quartel da Carregueira pela Directiva Nº12/CEME/08 de 10 de Janeiro.

31Jul15: Em cumprimento do determinado no Decreto Regulamentar n.º11/2015, o Centro de Tropas Comandos retomou a designação de Regimento de Comandos (RCmds).

  • Em breve os nomes dos vários CMDT’s das Companhias.
  • Comandos

    Comandos

…………..

A triste notícia do falecimento de dois jovens nos treinos de candidatura a Comando, deixou todos os militares, familiares e amigos tristes. 

Soldados da &º Companhia

Soldados da 6ª Companhia

Quase todos os que combatemos, passaram por situações muito difíceis que não esqueceremos.

Reconhecemos que os cursos devem ser adaptados ao tempo em que estamos, à evolução tecnológica, à ampliação de meios de apoio.

38ª de Comandos

38ª de Comandos

Não tem discussão, tal como não é discutível o fim do regimento, algo que só pode pedir quem não teve o previlégio de defender o seu país, vestir a farda.

Esse sentimento só os que a vestiram podem sentir.

Penso e sou sincero, acredito que ao Ministro da Defesa não terá passado pela cabeça tal solução e, acredito também que o Presidente da República não o permitiria.

O Regimento de Comandos ( a unidade com maior número de Torres Espada ), a mais alta condecoração para um militar está para durar.

Jaime Neves

Jaime Neves

As suas distinções são imensas, da guerra em África ao Afganistão onde o CMDT Chefe, um General Britânico, afirmou que nunca havia comandado Homens de tão elevada craveira.

Tive o previlégio de conviver com muitos, privar com outros, ser Amigo de muitos. Seria fastidioso mencionar todas os que o mereciam e todos percebem essa impossibilidade, mas, não posso nem devo esquecer Homens como Jaime Neves, Raúl Folques e outros.

Raúl Folques

Raúl Folques, Cor. CMDT da 38ª

Comandos

Comandos

A terminar, fica claro que nos bateremos em todas as frentes em defesa do Regimento.

PF

The following two tabs change content below.
Paulino Fernandes
O BLOG Povo de Portugal é originado pelo título original de "Jornal Povo de Portugal". Nasceu em 19 de Novembro de 2007. Data em que nasceu o Jornal Povo de Portugal, editado durante vários anos em papel, foi percursor dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei. Percorreu a Europa, ligou os Portugueses espalhados pelo mundo com inegável sucesso. Vicissitudes várias, determinaram a suspensão que agora acaba, retomando as edições em online numa primeira fase como BLOG. Os insistentes incentivos de tantos Amigos espalhados pelo mundo, determinam a indispensabilidade de admitir esta medida que aqui anuncio com prazer e ambição. Voltaremos em breve a estar reunidos na defesa dos mesmos valores, dos mesmos objectivos, agora sob a designação de BLOG.