Funeral e cremação do rei Bhumibol Adulyadej  da Tailândia custou mais de 70 milhões de euros e decorreu em Banguecoque durante cinco dias

Tendo nascido nos EUA, mudou-se mais tarde para a Suiça, onde viveu em Lausanne  durante 18 anos.

Cortejo fúnebre

Regressou à Tailândia no ano de 1946  e reinou durante 70 anos, tendo morrido a 13 de outubro de 2016, aos 88 anos.

Buda de ouro

O nosso jormal esteve presente neste país da Ásia,  para acompanhar a cerimónia fúnebre e de cremação  e pudemos constatar o fervor deste povo para com o seu rei, pois veneram-o  quase como a um Deus, sendo que o seu retrato está exposto por todo o lado, quer seja em cartazes, em calendários e na maioria de produtos nacionais.

Milhões de  pessoas vestiram de preto durante um ano, em luto e  vieram de todas as regiões do país para   assistirem à  cerimónia de transladação do corpo do rei,  do Grande Palácio para o crematório Real, extremamente tristes e chorando,  sendo que durante a passagem do cortejo apenas os cerca de 200 mil militares poderiam estar de pé, tendo a multidão de se manter sentada, em sinal de respeito para com o o rei da Tailândia, ele que tinha morrido á  cerca de um ano. 

Pavilhão Thai em Lausana, oferecido pelo Rei da Tailândia

Conforme a religião budista, esse período é o tempo necessário para mostrar a gratidão ao monarca falecido e para que o rei retorne ao centro do Universo.

Esta cerimónia teve início na quinta feira dia 26 de outubro e decorreu durante cinco dias, tendo custado mais de 70 millões de euros, num país onde há tanta pobreza, e com milhares de templos budistas  extremamente ricos, como é o caso  do Templo do Buda de Ouro_ Wat Traimit, pois a imagem do  Buda  possui cerca de 4,5m de altura e pesa mais de 5,5 toneladas, sendo a maior estátua de ouro maciço do mundo.

A Coroa real tailandesa é uma das mais ricas do mundo e está protegida por uma das leis mais severas do mundo, pois é proibido falar mal da monarquia  e poucos ousam fazê-lo.

  • Com Augusto Lopes em Genebra

 

The following two tabs change content below.
Paulino Fernandes
O BLOG Povo de Portugal é originado pelo título original de "Jornal Povo de Portugal". Nasceu em 19 de Novembro de 2007. Data em que nasceu o Jornal Povo de Portugal, editado durante vários anos em papel, foi percursor dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei. Percorreu a Europa, ligou os Portugueses espalhados pelo mundo com inegável sucesso. Vicissitudes várias, determinaram a suspensão que agora acaba, retomando as edições em online numa primeira fase como BLOG. Os insistentes incentivos de tantos Amigos espalhados pelo mundo, determinam a indispensabilidade de admitir esta medida que aqui anuncio com prazer e ambição. Voltaremos em breve a estar reunidos na defesa dos mesmos valores, dos mesmos objectivos, agora sob a designação de BLOG.