DAKAR 2018 | ETAPA 4 | SAN JUAN DE MARCONA -SAN JUAN DE MARCONA

TRÊS PEUGEOT 3008DKR MAXI
NOS TRÊS PRIMEIROS LUGARES DO DAKAR

. Carlos Sousa Renault Duster sobe ao 15º lugar.

. Vilas Boas Toyota acidentado, evacuado

. Nani Roma Mini, acidente impressionante e abandona

. O fantástico S. Loeb vence etapa com o Peugeot nº 306

Com os três primeiros lugares do Rali Dakar agora entregues à PEUGEOT, a Etapa 4 foi, contudo, dura para Cyril Despres e David Castera, fruto de um embate numa pedra que danificou gravemente a zona traseira direita do seu 3008DKR Maxi.

Para a restante equipa, foi um mais um dia em grande, com a PEUGEOT a ocupar os três primeiros lugares, tanto na Etapa como à Geral.

  • Sébastien Loeb e Daniel Elena venceram a sua primeira Etapa deste Dakar 2018, ascendendo ao 2º lugar à Geral da prova. A dupla franco-monegasca teve uma jornada bastante sólida, sem encontrar problemas de maior ao longo dos 330 km da Especial, que incluía uma das mais longas secções de deserto contínuas da história do Dakar.
  • Carlos Sainz não começou o dia da melhor forma, tendo ficado atolado na areia, sendo, depois, vítima de um furo. Uma vez resolvidos esses contratempos, Sainz e o seu co-piloto Lucas Cruz fizeram uma boa prova até final e registaram o 2º tempo mais rápido na Especial, progredindo na Geral até ao 3º lugar.
  • Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret mais do que duplicaram a sua vantagem na liderança do rali, apesar de se tratar de uma Etapa que eles próprios classificaram como traiçoeira e algo imperfeita, e durante a qual conheceram pequenos contratempos. Mesmo assim, o facto de terem obtido o 3º tempo mais rápido do dia realça bem a impressionante consistência desta experiente dupla.
  • A desilusão marcou a jornada para Cyril Despres/David Castera, depois de um embate numa pedra a meio da Especial.
  • O Team PEUGEOT Total mobilizou todos os recursos para fazer o PEUGEOT nº 308 chegar ao bivouac e, desse modo, regressar à competição na Etapa 5, embora com penalizações significativas.

CLASSIFICAÇÃO DA ETAPA 4:

  1. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MCO), PEUGEOT 3008DKR Maxi, 3h57m53s
  2. Carlos Sainz (ESP) / Lucas Cruz (ESP), PEUGEOT 3008 DKR Maxi, +1m35s
  3. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 3008DKR Maxi, +3m16s
  4. Mikko Hirvonen (FIN) / Andreas Schulz (DEU), Mini 2WD, +34m36s
  5. Eugenio Amos (ITA) / Sebastien Delaunay (FRA), Buggy 2WD, +35m46s
  6. Khalid Al Qassimi (ARE) / Xavier Panseri (FRA), Peugeot 3008DKR, +40m29s

CLASSIFICAÇÃO APÓS A ETAPA 3:

  1. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 3008DKR Maxi, 10h36m07s
  2. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MCO), PEUGEOT 3008DKR Maxi, +6m55s
  3. Carlos Sainz (ESP) / Lucas Cruz (ESP), PEUGEOT 3008 DKR Maxi, +13m06s
  4. Nasser Al Attiyah (QAT) / Matthieu Baumel (FRA), Toyota 4WD, +58m48s
  5. Bernhard Ten Brinke (NLD) / Michel Perin (FRA), Toyota 4WD, +1h10m24s
  6. Eugenio Amos (ITA) / Sebastien Delaunay (FRA), Buggy 2WD, +1h19m42s
  7. Khalid Al Qassimi (ARE) / Xavier Panseri (FRA), Peugeot 3008DKR, +1h21m09s
  8. 15º Carlos Sousa

EM DIRECTO DO BIVOUAC…

Sébastien Loeb (PEUGEOT 3008DKR Maxi n°306)

1º na Etapa 4, 2º na Geral

Foi um dia divertido: uma Especial longa com muitas dunas e uma partida diferente, lado-a-lado, na praia. O terreno era traiçoeiro, pelo que o mais importante era não ficar atolado e penso que alguns concorrentes perderam algum tempo com isso. Mas, felizmente, passamos bem por todo lado e acabámos por vencer a Especial. O mais incrível é a diferença ter sido de apenas um minuto, ou seja, andámos todos muito perto uns dos outros, sem grandes vantagens entre nós. Na Etapa 5 seremos os primeiros a partir para a estrada e a navegação não vai ser fácil. Por isso, vai ser importante ter os nossos colegas de equipa por perto.”

S. Loeb, fantástico

  • O nosso jornal com a Peugeot Sport no Dakar 2018
The following two tabs change content below.
Paulino Fernandes
O BLOG Povo de Portugal é originado pelo título original de "Jornal Povo de Portugal". Nasceu em 19 de Novembro de 2007. Data em que nasceu o Jornal Povo de Portugal, editado durante vários anos em papel, foi percursor dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei. Percorreu a Europa, ligou os Portugueses espalhados pelo mundo com inegável sucesso. Vicissitudes várias, determinaram a suspensão que agora acaba, retomando as edições em online numa primeira fase como BLOG. Os insistentes incentivos de tantos Amigos espalhados pelo mundo, determinam a indispensabilidade de admitir esta medida que aqui anuncio com prazer e ambição. Voltaremos em breve a estar reunidos na defesa dos mesmos valores, dos mesmos objectivos, agora sob a designação de BLOG.