Marcelo Rebelo de Sousa intromete-se na política partidária

. Afinal, o presidente da República, deixa cair a isenção e, inopinadamente volta ao “PSD” de onde é originário, esquecendo a função que exerce.

Pedro Santana Lopes

O novo partido liberal de Pedro Santana Lopes ameaça tirar eleitores ao PSD do qual se desvinculou, mas também ao CDS e ao Bloco de Esquerda (BE), segundo uma sondagem da Aximage para o Correio da Manhã.

Quase um quarto dos inquiridos (24,4%) admite pôr a cruz do boletim de voto na nova formação política de Santana Lopes, caso fosse às próximas eleições legislativas de 2019. É à direita – PSD e CDS -, mas também ao Bloco que o antigo primeiro-ministro poderá roubar mais votos.

Quase 37,5% dos eleitores do CDS inquiridos admite apoiar a nova formação partidária. No caso do PSD, este valor cai, mas fixa-se nuns expressivos 27,8%.

O partido de Catarina Martins é o terceiro que mais será afetado na sua base de apoio. Um em cada quatro eleitores bloquistas (25,1%) considera mudar o sentido de voto em prol do antigo presidente das câmaras de Lisboa e da Figueira da Foz. Já o PS de António Costa e a CDU, que junta PCP e PEV, podem respirar de alívio.

Apenas 13,8% dos eleitores socialistas equacionam votar no partido de Santana Lopes. A estimativa cai para uns residuais 3,8%, no caso dos comunistas.

A configuração parlamentar pós-sufrágio de 2019 poderá alterar-se substancialmente.

Certo é que apenas 1,9% dos inquiridos deram a certeza que votariam no partido do ex-rival de Rui Rio.

A percentagem é diminuta, mas significa que Santana poderá eleger pelo menos um deputado, ou seja, ele próprio.

A sondagem confirma o mal-estar dentro do PSD, sobretudo contra o seu presidente.

Ontem, Santana Lopes cortou oficialmente relações com o partido.

The following two tabs change content below.
Paulino Fernandes
O BLOG Povo de Portugal é originado pelo título original de "Jornal Povo de Portugal". Nasceu em 19 de Novembro de 2007. Data em que nasceu o Jornal Povo de Portugal, editado durante vários anos em papel, foi percursor dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei. Percorreu a Europa, ligou os Portugueses espalhados pelo mundo com inegável sucesso. Vicissitudes várias, determinaram a suspensão que agora acaba, retomando as edições em online numa primeira fase como BLOG. Os insistentes incentivos de tantos Amigos espalhados pelo mundo, determinam a indispensabilidade de admitir esta medida que aqui anuncio com prazer e ambição. Voltaremos em breve a estar reunidos na defesa dos mesmos valores, dos mesmos objectivos, agora sob a designação de BLOG.