Carlos Carreiras entrega computadores com ligação a internet no Concelho
O presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, faz, hoje (17/4), às 15h00, na Escola Secundária de São João do Estoril, a entrega simbólica dos primeiros tablets que o município vai ceder, em regime de empréstimo, aos alunos do 10 ao 12.º ano de escolaridade.

Esta entrega visa suprir as dificuldades de alguns alunos do ensino secundário que por não possuírem equipamentos e meios digitais estavam impossibilitados de acompanhar, nesta fase do terceiro período, as aulas que vão processar-se pelo método de ensino à distância.

Num levantamento feito pelas direcções dos Agrupamentos Escolares foram registados 194 alunos do secundário que não possuíam net nem meios informáticos para poderem aceder às aulas.

Perante estas circunstâncias, a Câmara Municipal de Cascais assumiu o compromisso de resolver esta situação o que corresponde a um princípio norteador da política autárquica: “não deixar ninguém para trás”.

Numa comunicação aos encarregados de educação Carlos Carreiras sublinha que “não deixamos ninguém para trás mesmo quando as condições são adversas, fazendo tudo o que está ao nosso alcance para minimizar o impacto do Covid -19 nas escolas do nosso Concelho”.

Para reduzir o constrangimento destes alunos não poderem estar presencialmente no estabelecimento de ensino, a Câmara Municipal cede de forma gratuita, acesso à internet via wi-fi, através de equipamentos hotspot com capacidade 60 Gb/mês.

A Câmara Municipal de Cascais, substituindo-se ao Ministério da Educação, tem vindo a implementar diversas medidas na área da Educação: disponibilizando um número muito significativo de equipamentos de protecção individual, reforçando a desinfecção dos equipamentos educativos (exterior e interior), mantendo as refeições escolares para os alunos dos escalões A e B, e os apoios financeiros do programa “Crescer a Tempo Inteiro” (AEC’s e AAAF’s), entre outras.

The following two tabs change content below.
Avatar
O BLOG Povo de Portugal é originado pelo título original de "Jornal Povo de Portugal". Nasceu em 19 de Novembro de 2007. Data em que nasceu o Jornal Povo de Portugal, editado durante vários anos em papel, foi percursor dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei. Percorreu a Europa, ligou os Portugueses espalhados pelo mundo com inegável sucesso. Vicissitudes várias, determinaram a suspensão que agora acaba, retomando as edições em online numa primeira fase como BLOG. Os insistentes incentivos de tantos Amigos espalhados pelo mundo, determinam a indispensabilidade de admitir esta medida que aqui anuncio com prazer e ambição. Voltaremos em breve a estar reunidos na defesa dos mesmos valores, dos mesmos objectivos, agora sob a designação de BLOG.