Campo Arqueológico de Proença-a-Nova’ 2022 com inscrições abertas

. Decorre de 4 a 30 de Julho

Estão abertas as inscrições para a 11ª edição do Campo Arqueológico de Proença-a-Nova que vai decorrer entre os dias 4 e 30 de julho deste ano.  Para a campanha desta edição, que contempla escavações em três sítios arqueológicos, são aceites participantes a partir dos 18 anos, sem limite superior de idade. A organização informa ainda que será dada a prioridade a estudantes de entidades com as quais se estabeleceram protocolos, os quais estão sujeitos a caução, mas isentos de taxas de inscrição.

O primeiro campo será no espaço da Bateria das Baterias – séculos XVIII e XIX -, a decorrer de 4 a 16 de julho; o segundo campo, na Sepultura megalítica, de 11 a 23 de julho e o terceiro campo, na Igreja Velha do Peral, referente aos séculos XV a XVII, de 18 a 30 de julho.

O Campo Arqueológico de Proença-a-Nova, que a partir de 2013 adquiriu um cariz internacional, conta com outras atividades lúdico-didáticas durante a estadia, estando previstas conferências para os dias 9, 16 e 23, com oradores a confirmar; uma visita de estudo na Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, no dia 17 de julho; a exposição “10 anos de Campo Arqueológico de Proença-a-Nova”, com inauguração a 8 de julho e jantares convívio em 14 e 20 de julho.

Segundo a página oficial do ‘Archeological Field Camps Portugal’, “o intuito destes campos é estudar, preservar e divulgar os sítios arqueológicos do concelho de Proença-a-Nova dando a conhecer um património que ainda é desconhecido de muitos”. Para ficar a conhecer um pouco desta história em primeira pessoa, pode realizar a sua inscrição, através deste formulário.

Nota ainda para a necessidade de os participantes consoante o desenvolvimento da situação Covid, poderá ser realizado um teste à chegada a Proença-a-Nova. Para mais informações enviar email para: altotejo@gmail.com ou isabelgaspar@cm-proencanova.pt.

 

 

The following two tabs change content below.
O BLOG Povo de Portugal é originado pelo título original de "Jornal Povo de Portugal". Nasceu em 19 de Novembro de 2007. Data em que nasceu o Jornal Povo de Portugal, editado durante vários anos em papel, foi percursor dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei. Percorreu a Europa, ligou os Portugueses espalhados pelo mundo com inegável sucesso. Vicissitudes várias, determinaram a suspensão que agora acaba, retomando as edições em online numa primeira fase como BLOG. Os insistentes incentivos de tantos Amigos espalhados pelo mundo, determinam a indispensabilidade de admitir esta medida que aqui anuncio com prazer e ambição. Voltaremos em breve a estar reunidos na defesa dos mesmos valores, dos mesmos objectivos, agora sob a designação de BLOG.